Mãe vira amante de genro e desabafo da filha traída viraliza na web; confira

 O Dia das Mães foi festejado maciçamente nos quatro cantos do País. No entendimento da maioria dos que comemoraram a data – dedicada às genitoras do mundo -, já passou, resta agora aguardar o Dia das Mães de 2019. Porém, para alguns será sempre um pesadelo inesquecível.

É o caso da jovem Kamylla Melo, que trabalha na área técnica do Judiciário em Recife, Pernambuco. Indignada ao descobrir que a mãe mantinha caso com o próprio genro, ela desabafou nas redes sociais seus sentimentos, o que causou milhares de acessos repentinos, viralizando no Facebook.

Kamylla não poupou palavas para descrever o impacto e estragos por essa traição, que nem considera amorosa, mas uma vilania imensa. Até mesmo agradeceu à mãe pela atitude de Judas com ela, com a família e outras pessoas próximas. Após algumas horas, a publicação de Kamylla foi apagada, porém, os registros do irmão e alguns print acabaram permanecendo, sendo um dos assuntos mais comentados, principalmente no estado de Pernambuco.  uem matou? Será que morreu mesmo? O segredo vai ser revelado? Será que meu ship fica junto? A espera para descobrir os desdobramentos de uma série favorita é angustiante. É mais difícil ainda de conter a ansiedade se todos os episódios estão disponíveis em uma plataforma de streaming. Mas, se você combinou com o(a) namorado(a) de assistir àquela série juntos, você faz esse esforço. Porém, nem sempre consegue. 

Segundo pesquisa da Netflix, 46% dos casais que assistem a séries juntos "traem". Mas, calma lá, é uma modalidade de traição recente. Definida como 'assistir a uma série de TV antes da sua metade da laranja', a traição via Netflix é um comportamento que só cresce, com 60% dos consumidores dizendo que trairiam mais frequentemente se soubessem que não seriam descobertos. Na América Latina (adivinhem?!), os brasileiros são os que mais traem, ao lado dos mexicanos: 58% confessaram já ter assistido à série preferida sem o(a) parceiro(a). 

The Walking Dead, Breaking Bad, American Horror Story, Orange Is The New Black, e Stranger Things estão na lista das maiores tentações para traição, não planejada por 80% dos entrevistados. Dois terços dos pesquisados diz que as séries são tão boas que não é possível parar de assistir.

Por indicação de amigos em comum, Mariana Gouvea, de 22 anos, combinou com seu namorado que assistiriam The Walking Dead juntos. Porém, o acordo não deu certo: os dois não resistiram e viram episódios sozinhos. "A traição ocorreu dos dois lados, então fomos compreensivos um com o outro, principalmente porque só nos vemos nos fins de semana, então fica difícil esperar tanto tempo. Somos todos naturalmente curiosos ", explica a assistente de arte, que namora Hugo há cinco anos.

Marianna Olival, de 23 anos, não saiu na frente de uma série, mas ficou chateada ao saber que seu namorado, sim. "Eu fiquei brava no início, mas fui compreensiva. Ele assistiu com a irmã dele. Entendi que foi algo feito para passarem um tempo juntos", afirma Marianna, que é estudante de farmácia e namora há um ano e quatro meses.

Série para casal?

Já o editor de vídeos Eduardo Freire, de 25 anos, afirma que nunca viu um episódio sem a namorada, mas por ter receio de como ela reagiria. Eduardo e Larissa combinaram de ver Stranger Things, Sherlock, How to Get Away with Murder, Narcos e Vikings juntos e ele diz que "as séries para casais" podem variar. "Na hora de escolher uma série para ver ao lado do outro, depende muito do gosto, mas as melhores são as que não são pesadas e deem para fazer maratona sem cansar muito", sugere Eduardo. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*