Lula se diz feliz com pesquisa eleitoral e faz revelação em carta

Foto/Montagem

Na última segunda-feira (23) a senadora Gleisi Hoffman (PR) que também é presidente do Partido dos Trabalhadores, leu uma carta de Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente do Brasil. A carta teria sido enviada para todos os membros que fazem parte do Diretório Nacional do Partido, que estavam reunidos em Curitiba.  O ex-presidente aparece como líder nas pesquisas eleitorais em todos os cenários.

No texto o ex-presidente Lula afirmou:

“[Queria que vocês] ficassem totalmente à vontade para tomar qualquer decisão, porque 2018 é muito importante para o PT, para a esquerda, para a democracia e, para mim. Eu quero a minha liberdade”.

Na página do ex-ministro Alexandre Padilha a carta foi reproduzida de forma parcial. No trecho reproduzido Lula se mostra completamente feliz com as pesquisas que o deixam como líder na corrida pela presidência do país.

Tem insinuações de que se não for candidato, se não tiver holofote e de que se não falar contra a condenação, será mais fácil a votação a meu favor. A Suprema Corte não tem que me absolver porque sou candidato, porque vou ficar bonzinho. Tem que votar porque sou inocente”.

A ex-presidenta Dilma Rousself fez uma comparação a custódia de Luiz com o regime prisional militar existente na época da ditadura. Aos jornalistas ela disse:

“Eu tenho uma certa experiência em estar presa. Mesmo durante a ditadura, havia a possibilidade de receber parentes, amigos e advogados”, disse a jornalistas, em frente à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR).

Dilma chegou a fazer uma tentativa no início desse mês, mais precisamente no dia 7 de abril de visitar o ex-presidente, entretanto a Juíza Carolina Lebbos que é responsável pela execução da pena do ex-presidente barrou sua visita. Aos jornalistas Dilma continuou seu pronunciamento e afirmou:

“A própria ditadura tentou cobrir de legalidade os processos nos quais éramos condenados. E nunca deixamos de ter condições de recursos”.

Alguns deputados também fizeram pedidos para poder visitar Luiz Inácio, porém a mesma juíza negou tais pedidos. A juíza afirma que o ex-presidente já tem seus direitos garantidos e pode receber semanalmente visitas de seus advogados e familiares.

Leia também:  Ministros do STF confirmam que Lula poderá ser solto e se candidatar

Soltura eminente? Saiba o que pode acontecer se Lula for solto

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*