Lula possuirá duas frentes de defesa

O ex-presidente Lula terá duas frentes de defesa nas ações eleitorais, ambas com diferentes advogados e artifícios.

Eugênio Aragão, o ex-ministro da Justiça será quem cuidará diretamente de todas as ações e formas de campanha de Luiz Inácio Lula da Silva. Lula será representado pelo advogado Luiz Fernando Pereira em seu encontro jurídico em prol do registro da sua candidatura.

Vice de Bolsonaro diz que herdamos a malandragem dos africanos e a indolência dos indígenas

Lula permanece em reclusão desde o dia 7 de abril desde ano e está na situação de pré-candidato do PT. Contudo, segundo a Lei da Ficha Limpa, seu nome em registro eleitoral se encontra inelegível.  Lula recebeu a condenação na Lava Jato, na qual teria aceitado um apartamento tríplex como propina da OAS.

O partido petista irá dar entrada no registro da candidatura do ex-presidente no próximo dia 15, e logo após a contestação dessa candidatura segundo a Lei da Ficha Limpa, irão recorrer aos superiores.

Luiz Fernando Pereira, advogado contratado para que esse passo fosse dado, até atual momento não havia tido muito contato com Lula, porém o PT o contratou para que ele pudesse elaborar um parecer sobre a inelegibilidade do ex-presidente. Há cerca de dois meses ele foi levado até Lula para que sua tese pudesse ser apresentada, tese essa que Lula aprovou.

O fato de haver duas frentes foi devido às diferenças de estratégias usadas pelos advogados. Ambos possuem maneiras muito próprias e opostas, o que fez com que não desse mito certo o contato direto entre os dois. Aragão já fez parte do Ministério Público e possui uma característica combatente, uma vez que não se desvia de possíveis confrontos com magistrados. Luiz Fernando, por sua vez, evita confrontos e atritos e possui uma estratégia agradável para com os julgadores, o que permite que se saia bem.

 

 

 

Fonte: Notícias ao Minuto

Leita também:

Lula possuirá duas frentes de defesa

Saiba o motivo para o TRF-4 ter negado o pedido de Lula para participar de debate na Band

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*