Julgamento que pode libertar Lula tem data marcada

O julgamento que poderá libertar Lula já tem data marcada para acontecer. O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin determinou na última quarta-feira, que entre os dias 4 e 10 de maio irá acontecer o julgamento do recurso apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Soltura eminente? Saiba o que pode acontecer se Lula for solto

Segundo os advogados do petista, foi a decisão do TRF-4 que provocou o cumprimento da pena e que isso teria sido ilegal. É a 2ª turma do Supremo Tribunal Federal que julgará o recurso. Vale lembrar que a 2ª turma é composta por Edson Fachin, Celso de Mello, Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli e Gilmar Mendes.

Até onde se sabe é provável que tal votação possa ocorrer no planário virtual do Supremo. Se for dessa forma, os ministros são convocados a dar seus votos online. Se quatro ministros da 2ª turma não mudarem seus votos, Lula poderá ser solto.

Defesa está esperançosa

Os ministros Mendes e Fux fizeram alguns comentários durante um evento em Sâo Paulo que agradaram os advogados de defesa de Lula. Eles deixaram claro que existe realmente a possibilidade de Lula ser solto e ainda poder se candidatar à presidência.

Ministros do STF confirmam que Lula poderá ser solto e se candidatar

 

Leia também: Jornalista Boechat sugere que Dilma faria visita íntima ao ex-presidente Lula

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*