Inveja é coisa de gente infeliz

Muitas pessoas já sentiram uma dorzinha persistente no qual não encontrou na farmácia um remédio que pudesse pará-la. Aquela dor provavelmente provocada pelo fato de um amigo de trabalho ter sido promovido ou por causa da amiga que acabou de ganhar uma aliança de noivado, ou então aquela por ter percebido que finalmente a pessoa que você amava está muito bem ao lado de outra pessoa.

Todas as pessoas, voluntária ou involuntariamente já sentiram inveja de algum acontecimento e acabou sofrendo por isso. Entretanto, precisamos saber lidar com esse tipo de sentimento ou então estaremos estagnados no mesmo lugar para sempre.

Foto:Reprodução

Nos dias atuais, o número de pessoas acometidas por esse sentimento ruim tem aumentado. Quanto mais as pessoas supervalorizarem os bens materiais e aparências físicas, esse sentimento se instalará com muita facilidade e encontrará maneiras de aumentar mais e mais.

O sentimento de inveja é perigoso. Nos dias de hoje é comum perceber que jovens e adultos estão completamente fissurados por alcançar o corpo perfeito, afinal isso está em supervalorização. O emprego desejado, o sorriso branco igual aos de artistas, dinheiro no banco, carro do ano, tudo isso em nome da satisfação pessoal. Mas a que custo?

As pessoas estão vivendo como se a vida do vizinho fosse perfeita, mas na verdade nem sempre é assim. Todo mundo tem suas próprias lutas e dificuldades a serem vencidas. Ficar preocupado com a forma que o vizinho está conseguindo se manter ou subir na vida dará brecha para que você se torne uma pessoa insuportável e invejosa.

Se você passa por esse dilema, deixe hoje mesmo de viver assim, não viva a vida dos outros. Viva a própria vida. São as trocas de convívio as responsáveis por nos fazer crescer emocionalmente e espiritualmente. Que tal trocar a inveja que sente pelo vizinho por admiração. Admirar o que o outro possui é nobre e enriquece sua alma. Admirar, ao invés de invejar o que o seu amigo tem lhe tornará protagonista de uma busca incansável pela felicidade. Acredite ou não, esse é o caminho certo e dessa forma você traçará seus próprios caminhos e entrará em sintonia consigo mesmo.

Foto:Reprodução

Doe-se, relacione-se, se exponha e esteja forte para enfrentar as rasteiras que levamos da vida. Apesar da maldade que existe no mundo, que nosso coração seja forte para suportar as dores e que ninguém além de nós mesmos tenha mais capacidade para nos derrubar e fazer com que nossos sonhos sejam enterrados para todo o sempre.

Trabalhe a natureza guerreira que existe dentro de si mesmo e aos poucos você descobrirá o quão forte você é para alcançar todos os objetivos que você traçou durante sua vida. Esse é o preço que nós devemos pagar por acreditar que somos especiais, únicos e imperfeitos.

Foto:Reprodução

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*