Homem que agrediu e esfaqueou Bolsonaro é preso e agredido por manifestantes! Veja o vídeo

Para a felicidade de todos, o delinquente que esfaqueou o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), nesta quinta feira durante um evento na cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais, já foi capturado e levado a delegácia local, onde irá responder pelos seus atos contra o deputado. O indivíduo foi fortemente agredido por manifestantes que estavam estavam no local e ficaram idnignados com o acontecimento. Assista o vídeo abaixa para entender melhor!

A polícia miltiar da cidade, no entanto, afirmou que o candidato realmente foi ferido, entretanto, não soube qual a verdadeira gravidade dos ferimentos. Bolsonaro foi surpreendido pelo bandido enquanto estava sendo carregados pelos seus apoiadores na região central de Juiz de Fora, no meio da Rua Hlefeld e Batista de Oliveira. 

Léo Portela, deputado mineiro fez questão de acompanhar Bolsonaro até o hospital mais próximo. Em suas palavras, o candidato foi atendido, recebendo alguns pontos em consequências dos ferimentos. "Ele passa bem", disse o parlamentar. Algo intrigante para muitos foi que, algumas poucas horas antes do ataque, Bolsonaro havia feito uma postagem polêmica em seu twitter, falando sobre aa violência. "Impunidade, desarmamento, indicações políticas e corrupção geraram e continuam alimentando os maiores problemas do Brasil: violência, ineficiência do Estado e desemprego. 
Tão importante quanto fazer coisas novas, é desfazer essa estrutura criminosa criada pelos últimos governos!"., afirma o presidenciável. 

Flávio Bolsonaro (PSL) filho de Bolsonaro, pediu orações para seu pai no seu perfil do twitter. "Foi apenas superficial e ele passa bem. Peço que intensifiquem as orações por nós", desabafou. Seu outro filho, Eduardo Bolsonaro, também usou as redes sociais para pedir orações. 
 

https://www.em.com.br/app/noticia/politica/2018/09/06/interna_politica,986710/homem-que-esfaqueou-bolsonaro-e-u2018capturado-u2019-e-agredido-por-m.shtml

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*