Em O Outro Lado do Paraíso, Renato é demitido e acusa Samuel de assédio sexual

A novela das nove da Rede Globo de Televisão está se aproximando do fim e todos os capítulos até lá prometem ser extremamente tensos e contar com várias cenas quentes. O inacreditável vai acontecer nos próximos capítulos de O Outro Lado do Paraíso, isso porque Renato (Rafael Cardoso) vai ver tudo que ele tinha planejado com antecedência, ir água abaixo.

Reprodução:Rede Globo

Isso mesmo, Renato não vai conseguir êxito em nenhum de seus planos e sua vida vai se transformar em um verdadeiro inferno da noite para o dia. Ele primeiramente vai ficar desempregado após Samuel (Eriberto Leão) o demitir por ter dado alta à Beth (Gloria Pires) sem ter uma certeza de que a paciente não corria nenhum risco de morte.

O diretor do hospital vai se dirigir ao médico e dizer que era bom o funcionário ter feito uma perfeita avaliação do estado de Elizabeth, mas imediatamente Renato fica irritado e começa a descer o nível, retrucará dizendo que nem olhou direito, desejava mesmo é que Clara se danasse junto com sua mãe.

Neste momento Samuel também se irrita com as palavras de Renato e usará as mesmas palavras que o médico usou para ofender Clara e sua mãe, ainda o lembra que o trabalho do doutor estava péssimo nos últimos tempos, tirava muitas faltas e licenças.

O diretor dirá que até entendia o lado de Renato, estava disposto a deixar esses incômodos passarem batidos, mas dar alta para uma paciente em risco foi o cúmulo, declarando que o homem estava então demitido. Mas é claro que Renato não iria aceitar a demissão com tanta facilidade.

Reprodução:Rede Globo

Ele começará a discutir com Samuel dizendo que não iria aceitar ser demitido assim, era o subdiretor do hospital, mas é superado pelos argumentos de Samuel dizendo aos gritos e ainda mais alto, que ele seria o diretor e por isso demitia quem ele quisesse.

Samuel sem outra alternativa apelará para uma acusação séria, vai dizer que Samuel apenas estava o demitindo por que ele não tinha cedido as cantadas que o diretor fazia, aproveitando o fato de que Samuel era homossexual. Mas sem deixar barato, o patrão diz que jamais iria dar em cima de um verme como Renato, alegando que era esse o tipo de coisa que homens daquele “tipinho” fazem quando estão acuados.

Reprodução:Rede Globo

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*