Apesar de viver momento lindo, incerteza sobre doping em Guerreiro é preocupante

No jogo entre Flamengo x Internacional, não foi Guerreiro que balançou a rede diante de um dos maiores públicos do Campeonato Brasileiro. Mais de 60 mil torcedores estavam presentes prestigiando o lindo duelo no último domingo (6) no Maracanã.

Foto:Reprodução

Antes e depois de retornar ao gramado é possível perceber que Guerreiro se emocionou. Ele ficou quase 7 meses fora de campo, pois havia sido punido por doping. Entretanto, essa incerteza sobre sua carreira não o deixou relaxado. O jogador natural do Peru não conseguiu esconder suas emoções enquanto jogava. Ele se mostrou também preocupado com o julgamento na Corte Arbitral do Esporte (CAS). A cada declaração que o atleta dava aos comunicadores ele olhava ao céu.

O Tribunal poderá emitir a decisão nos próximos dias. Até a decisão sair ele continua liberado para fazer o que faz de melhor que é jogar futebol. Enquanto Wada (Agência Mundial Antidoping) espera que Paolo Guerreiro seja condenado, o jogador anseia por sua própria absolvição. Se por acaso a decisão do tribunal não for favorável a ele, e Guerreiro acabar sendo punido, ele poderá não realizar seu grande sonho que é participar dos jogos da Copa do Mundo.

Foto:Reprodução

Guerreiro disse aos jornalistas que estava coçando os próprios pés de tanta vontade que tinha de entrar em campo e defender seu time. Ele disse que a vontade era gigantesca e queria muito fazer um gol para comemorar com toda a nação rubro-negra. Embora não tenha balançado a rede, Guerreiro disse que ele e o Flamengo deram alegria para um Maracanã Lotado. Ele classificou o momento como lindo e incrível.

Ele que se declara inocente, disse que o mais duro disso tudo foi não ter feito nada e mesmo assim ter recebido punição. Ele disse que refletiu muito sobre os motivos que o fizeram passar por isso e que estava treinando sozinho sem poder ver os seus amigos. O jogador declara que isso o prejudicou psicologicamente. Porém, ele recebeu o apoio dos familiares e assim pode se manter tranquilo sem entrar em desespero.

Assista o vídeo em que ele dá a entrevista:

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*