5 detalhes macabros e horríveis que aparecem no seriado Chaves

É comum séries, filmes e até mesmo desenhos animados serem alvos de centenas de teorias da conspiração. Isso porque muitas vezes deixam evidentes detalhes um tanto quanto “macabros” em seus capítulos, detalhes esses que não passam despercebidos pelos fãs e dão muito que falar na internet até os dias de hoje.

A série Chaves conta com muitos e muitos detalhes estranhos que poderiam insinuar coisas macabras, fizemos questão de separar e listar algumas delas. Confira a lista logo abaixo:

1 – Pacto com o diabo?

Foto:Reprodução

Um episódio que acabou ficando muito famoso por ter descaradamente um cartaz com a palavra “Satanás” ao fundo deu muito que falar e até hoje gera teorias sobre o que tal coisa poderia significar. Existem pessoas que acreditam em um pacto entre Roberto Bolanõs e o Satanás para que sua série obtivesse sucesso.

2 – Os pecados capitais

Foto:Reprodução

Fora o “pacto”, para os mais observadores é possível chegar à nítida conclusão que durante todo o seriado de Chaves são apresentados vários “pecados capitais”. Dona Florinha como a ira, Quico como a inveja, Sr. Barriga como a avareza, Chaves como a gula e Sr. Madruga como a preguiça.

3 – Capítulo onde é retratado a morte de Chaves

Foto:Reprodução

Fontes confiáveis vindo da Televisa informaram que existem muitos episódios do seriado Chaves que foram ocultados de todos, como se fossem secretos. Um deles em específico traz a morte do personagem principal, Chaves. Sua morte seria retratada através de um acidente de carro.

4 – O verdadeiro último capítulo

Todos pensam que o último capítulo de Chaves foi o que trouxe a famosa viagem para Acapulco, porém, o último de fato foi o que mostrou Dona Florinha adquirindo uma máquina de lavar roupas novinha, coisa de outro mundo naquela época. A compra deixou todos na vila curiosos e empolgados, depois disso, no México, uma tela preta de 5 segundos foi ao ar simbolizando o final do seriado.

5 – A morte do Sr. Madruga

O eterno Madruga foi o primeiro do grupo a partir, no dia 09 de agosto de 1988, o mundo perdeu Ramón, aos seus 64 anos de idade. Ele estava em uma intensa batalha contra um câncer no estômago e outro no pulmão, não foi capaz de resistir e faleceu.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*